7 Razões pelas quais minha startup de IoT falhou

7 erros que faliram minha startup

Eu tomei a liberdade de traduzir este artigo pois achei muito relevante para o cenário de empreendedorismo que vivemos hoje, quando startup é sinônimo de sucesso, investimentos e um mundo sem fim de facilidades.

Muitas vezes assisto palestras e vejo notícias falando que Fulano tem uma startup X, ou ainda, que startup Y recebeu um aporte milionário para sua idéia e afins. O que mais me chama a atenção é a palavra Startup.

StartUp, como o próprio nome diz, é o começo da empresa. O que se espera depois de um certo tempo é que a empresa deixe de ser uma startup e torne-se uma empresa independente, com boa saúde financeira e gestão independente.

Desta forma, o correto seria dizer que minha empresa ESTÁ startup, e não, como vemos com frequência, que a empresa É uma startup.

Devaneios a parte, vamos ao artigo que conta a história da startup Lumos, na visão de seu sócio Yash Kotak, cujo o link original está em  http://yourstory.com/2015/06/iot-startup-fail/. Vamos a ela:

(mais…)

Leia Mais

Criando ambiente de incentivo a inovação

Olá pessoal. Faz algum tempo que não postamos nada mas estamos de volta e, o tema de hoje é baseado na leitura do livro Criatividade S/A, escrito pelo presidente da Disney Animation e Pixar Animation, Ed Catmull.

Livro Criatividade SA

Um dos grandes desafios das empresas da nova geração é como criar e principalmente, como manter, um ambiente que incentiva a inovação, visto que inovação não é um processo controlável.

(mais…)

Leia Mais

Processo de seleção eficaz para a área de desenvolvimento de software

Processo de seleção Tegra

A Tegra está em crescimento bastante acelerado e tendo como carro chefe a prestação de serviços, tem como dever de casa contratar bons profissionais para desenvolvimento de software.

No entanto, temos notado que os profissionais que estamos entrevistando apresentam conhecimento incompatíveis com seu desempenho nas entrevistas. Eu explico melhor: alguns candidatos apresentam um currículo invejável mas na entrevista uma péssima postura. Por outro lado também percebemos profissionais com grande eloqüência em seu discurso, ótima apresentação mas seu conhecimento técnico péssimo.

Como é de se imaginar, algumas vezes “erramos” na contratação e pagamos o preço por isto.

(mais…)

Leia Mais

Tendencias do Varejo Mundial para 2015

Eu sou Geovanne Teles e é com muita satisfação que a partir dessa semana começarei a escrever uma coluna para mídias sociais. O objetivo é conversarmos do meu dia a dia e compartilhar com vocês minhas experiências e expectativas. Espero que gostem e compartilhem comigo o que estão achando. Sem mais delongas, gostaria de falar sobre o Big Show da NRF 2015 (National Retail Federation), em Nova Iorque.

Esse foi o sexto ano que participei do maior evento anual focado em tecnologia para varejo. Percebi que algumas tendências apresentadas em outros anos foram consolidadas. Por exemplo, o Omni-Channel já é uma realidade e isso ficou claro em vários stands e palestras. O e-commerce também mostrou sua força. Hoje estar presente no mercado virtual não é mais inovação e sim uma necessidade.

Analisando a realidade no Brasil, fica evidente a disparidade com o mercado norte americano. Grandes players brasileiros atuam fortemente no e-commerce, mas ainda estão engatinhando quando o assunto é Omni-channel. Essa disparidade fica maior quando analisamos o mercado de pequenas e médias empresas, visto que elas ainda não atuam de forma significativa no varejo virtual. Isso é um alerta, pois o mercado mundial caminha nesse sentido. As vendas pela internet aumentam em um ritmo acelerado e o varejista tradicional irá perder vendas se não estiver na web. Os pequenos e médios empresários precisam estar atentos a esse cenário de mudanças, não basta ter apenas um site, é necessário ter uma ferramenta de exposição, interação e de venda via web.

(mais…)

Leia Mais

Tegra realiza sua primeira parceria internacional na NRF 2015

Sobre o evento

NRF 2015

A Tegra esteve na última semana no evento NRF 2015, o maior evento de varejo do mundo. Este ano ela recebeu mais de 33 mil visitantes e mais de 600 empresa expositoras.

Jacob K. Javits Convention Center em Nova YorkLocal do Evento: Jacob K. Javits Convention Center em Nova York

Entre as empresas expositoras estavam Microsoft, Oracle, Intel, Motorola, VMWare, Epson, etc. e também as grandes contas de varejo do mundo tais como Amazon, CVS, Walgreens, WalMart, Home Depot, Target, etc.

(mais…)

Leia Mais

Equilíbrio e Resultado

Já sentiu-se desmotivado, achando que sua vida não tem sentido e que por mais que você planeje resolver suas pendências no começo do dia, você acaba com ainda mais pendências e sem ter resolvido todas as anteriores? Se sua resposta for sim, este resumo é escrito para você.

Este resumo foi feito em referencia ao livro Equilibrio e Resultado, escrito por Christian Barbosa, que devido a grande pressão do trabalho e estresse precoce teve grandes impactos em sua saúde, o que fez ele repensar sobre a necessidade da gestão do tempo.

 

Livro Equilibrio e Resultado

 

(mais…)

Leia Mais

O mercado do profissional de TI

O workshop do profissional de TI na Faculdade Pitagoras foi realizado no primeiro semestre de 2014 e contou com palestras relacionados ao mercado do profissional de TI.

A Tegra esteve presente representada por Willian Polis que falou sobre o mercado de trabalho, as diferentes áreas de atuação, salários e as portas de acesso.

Confira:

Leia Mais

Lean Startup

Esta palestra foi ministrada na faculdade Pitágoras, em Votorantim – SP.

Ela trata dos principios básicos da Lean Startup:

  • MVP
  • Teste A/B
  • Pivot
  • Integração Contínua

Tratou também de modelo de desenvolvimento Waterfall x Agile e por fim as diferenças entre Incubadoras e Aceleradoras.

Leia na integra!

 

Leia Mais

Nasce o Tegra Integrado

Quando tentamos entender o que é a Tegra, deixando toda burocracia de lado, uma só conclusão vem à tona: de fato, somos um conjunto de pessoas agindo em sincronia visando objetivos em comum. Atualmente nossas ações majoritariamente destinam-se a planejar, propor, construir e entregar soluções de software à pessoas. Nosso trabalho árduo, diário e contínuo visa entregar as melhores soluções de software para outras pessoas.

(mais…)

Leia Mais

Componentização, reutilização e Agilidade: Tegra Iglu

IgluAqui na Tegra nosso time de desenvolvimento e arquitetura de soluções é apaixonado por construir software. Mais do que simplesmente produção de soluções, todos na Tegra estão engajados para a construção das melhores soluções. Entretanto essas não são qualidades subjetivas e definidas exclusivamente por nossas equipes. A excelência de uma solução é baseada primordialmente pelas necessidades e objetivos de nossos clientes. Para que nossa equipe de negócios tenha condições de, junto aos clientes, propor as melhores soluções e se adaptar às singularidades de cada negócio, a equipe de desenvolvimento e arquitetura trabalha incansavelmente na construção de softwares que sejam flexíveis o suficiente para responder às necessidades desse negócio em um menor tempo possível, com o menor esforço possível o que resulta no melhor investimento possível aos nossos clientes.

Com essa mentalidade, com o aumento de complexidade das nossas soluções e com a alta demanda de nossos clientes foi que surgiu a necessidade de utilizarmos componentes de software reutilizáveis que proporcionassem a agilidade necessária para mudanças e customizações sem que fosse prejudicada a qualidade dos produtos finais, fator de extrema importância para nós.

Um componente de software pode ser compreendido como um elemento organizacional e estrutural de software que possua comportamento, responsabilidades e interfaces de comunição muito bem definidas. Um componente de software, como todo software, precisa ser testável, gerenciável e desenvolvido segundo as melhores práticas da Orientação a Objetos e padrões de projeto para que seja possível manter sua manutenibilidade e reutilização. Geralmente, mas não exclusivamente, um componente de software oferece funcionalidades não diretamente aos usuários da solução, mas para outros elementos de software que terão essa e outras responsabilidades. O conjunto de vários componentes é que forma a solução final.

A produção das soluções da Tegra, como dito anteriormente, são pautados diretamente pelas necessidades de nossos clientes e de seus negócios. Essa é uma preocupação de todas as equipes na Tegra e não seria diferente com nossos desenvolvedores e arquitetos. Assim sendo, todos os nossos componentes internos são produzidos e incrementados segundo as necessidades e demandas de projetos reais. Não desperdiçamos recursos para abstrair algo que não mostrou-se realmente necessário. De forma prática, para que determinada funcionalidade seja abstraída para nossos componentes ela deve ser observada e requerida em mais de um projeto. A partir do momento que uma função é requisitada por vários projetos entendemos que então ela está em condições de ser abstraída para nossos componentes reutilizáveis. Essas pré condições para componentização de software genérico é fundamental para que possamos direcionar nossos esforços para o que realmente possui valor ao negócio de nossos clientes.

O conjunto dos projetos de componentes internos da Tegra formam o Iglu. Um Iglu é uma construção de neve, construída por blocos rígidos de gelo formados pela neve soprada pelo vento. Esses blocos são dispostos de forma a depender um do outro para que todos se mantenham em formação. A forma arredondada dos iglus é importante pois a neve que cair sobre ele escorregará para os lados, impedindo a sobrecarga de peso e evitando o desabamento. A resistência de um iglu aumenta com o tempo. As tempestades e geadas colaboram para que os blocos de neve fiquem cada vez mais resistentes e grossos.

As características de um Iglu são semelhantes ao conjunto dos componentes genéricos e reutilizáveis que construímos a cada dia. Os nossos componentes são como os blocos de neve, que apesar de existirem singularmente, juntos formam um produto, uma solução muito bem estabelecida. Os nossos componentes são construídos de forma que possam ser incrementados facilmente sem interferir drasticamente nos produtos já construídos e a cada interação em que os componentes são incrementados eles se tornam mais coesos, mais testados e com funcionalidades requisitadas por mais projetos. Assim sendo, a cada novo ciclo de desenvolvimento nossos componentes ficam ainda melhores!

Uma das vantagens em se componentizar soluções em estruturas de softwares reutilizáveis é o de se manter o produto exclusivo de um negócio com código que expresse principalmente as regras daquele negócio. Mantemos uma camada de negócios em nossos projetos com o peso e tamanho respectivos ao negócio de forma que se o negócio apresenta muitas regras complexas, a camada do projeto poderá ficar maior. Mas se um projeto possui poucas regras, o projeto tende a manter-se mais simples e menor. Isso é possível pois hoje a maior parte de código referente à infraestrutura dos projetos já está abstraído no Tegra Iglu. Se considerarmos o Desenvolvimento Orientado ao Domínio (muito utilizado por nós), dizemos que nos projetos da Tegra, novos e já em andamento, conseguimos ter um enfoque maior na camada de Domínio da solução, pois nossas camadas de User Interface, Infraestrutura e de Aplicação já estão muito bem desenvolvidas.

Ao iniciar um projeto de componentização, em um primeiro momento pode se ter a noção de que está se envolvendo mais recursos do que o necessário ao projeto. Porém, com o desenvolvimento de forma incremental e consciente, como preconizamos na Tegra, sem perder o foco no que possui valor para o produto do cliente, estamos constatando na prática que os recursos estão sendo muito bem utilizados, muitas vezes até havendo economia pró ativa. Quando corrigimos um bug encontrado em algum componente, automaticamente esse bug é corrigido em diversos projetos. Ao mantermos as funcionalidades de um componente muito bem definida e testarmos essas funcionalidades unitariamente, conseguimos diminuir o trabalho com testes unitários em diversos projetos mantendo-os íntegros e com qualidade. O nosso maior esforço diariamente vem se tornando exclusivamente desenvolver, testar, integrar e entregar camadas de domínio, pois as demais camadas são providas pelo Tegra Iglu.

O Tegra Iglu é um projeto recente que vem sendo desenvolvido incrementalmente a cada interação da equipe de desenvolvimento e arquitetura da Tegra. Estamos constatando que os diversos componentes do Iglu cada vez se tornam mais maduros e coesos, bem como a criação de novas soluções se tornam mais simples e menos dispendiosas. Os projetos que já estão em produção têm se tornado mais simples de manutenir e consequentemente mais ágil de alterá-los caso um cliente solicite.

Estamos comprovando que é possível manter as melhores práticas de desenvolvimento, código e produtos de qualidade e inovação constante mesmo estando totalmente voltados para entregar valor aos nossos clientes ao final de cada iteração.

Abraço!

Leia Mais