Usabilidade em Teste de Software

Quando falamos em usabilidade em testes de software, a primeira coisa que vem em nossa mente é software de difícil utilização; porém a usabilidade é um ponto aonde devemos analisar mais do que isso.
O autor deste post, Fernando Magno listou 5 pontos sobre o que seria a usabilidade de software para o simples entendimento sobre o assunto. Confira:



1) Treinamento fácil, ágil e com usuários sem dúvidas.

Quando um software tem um treinamento fácil, onde os usuários não tem muitas dúvidas de como utilizar o sistema após uma apresentação,  já está no caminho certo para a usabilidade.
Software em que usuários tenham dúvidas de onde clicar para efetuar uma ação, menus complexos que deixam o usuários confusos sobre aonde está a aplicação desejada, pode ser uma “roubada” nesse assunto.


2) Agilidade na utilização do software no dia a dia.


Após a implantação desse sistema no dia a dia do usuário, o que temos que nos perguntar é: quão rápido o usuário consegue utilizar suas tarefas no dia a dia?
Sistemas ágeis contribuem para o dia a dia do usuário, para facilitar o seu trabalho, ganhando tempo na execução e executando com facilidade. Lembre-se sempre: o sistema  foi solicitado para ajudar e não para ser mais uma “pedra no sapato” no dia a dia do usuário.

3) Memorização na execução da tarefa.


Uma outra parte interessante da usabilidade é a memorização na execução das tarefas.

Quando um usuário fica muito tempo sem executar aquela tarefa no sistema, como por exemplo sair de férias ou mudar de setor para executar algo por um tempo até retornar para o sua antiga função.

Quanto tempo o usuário levaria para ter aquele seu nível de eficiência  novamente? Software com boa usabilidade tende a deixar o usuário com uma leitura de como refazer aquela tarefa, mesmo com muito tempo sem executar.

4) Gestão de erros


Um bom software apesar de ser homologado por uma equipe de QA, sempre pode ocorrer bugs durante a execução de alguma função.

O sistema precisa estar preparado para 2 pontos:

  1. Exibir ao usuário que o sistema gerou um erro na execução da tarefa. Isto pode ser através de mensagem como pop-up ou similar.
  2. Após encontrar esse erro, quão facilmente o sistema consegue se recuperar dessa anormalidade?

5) Satisfação


Não existe nada mais importante do que a opinião do usuário sobre o sistema que é utilizado em seu dia a dia. E o que isto significa?

  • Software com fácil aprendizado durante o treinamento;
  • Ágil para a execução das tarefas no seu dia a dia;
  • Boa memorização na utilização do software, após um longo tempo sem utilizá lo;
  • Boa gestão de erros para alertar o usuário sobre anormalidades e a recuperação da sua execução.

Com esses pontos o usuário vai ficar satisfeito com a sua aplicação e garantir que ela é um software com usabilidade.

Saiba mais:

EBook como sair da crise usando KPIs

William Polis

Com mais de 10 anos de experiência em diversos papéis de TI e um ótimo histórico de sucesso na execução de projetos nos mais diversos tipos de mercado (industrial, logístico, atacado, varejo, militar, etc.) e em diferentes portes de empresa (nacionais e multinacionais). Mestrando pela Ufscar, possui foco em inovação com mobilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>